A ditadura do espresso e o café de coador

Recentemente, estava com um amigo em um restaurante e ele comentou o quanto não aguenta o que chamou de ditadura do espresso. Ele gosta mesmo é de café de coador, mas nos restaurantes, bares e cafeterias, hoje em dia, só se encontra o espresso. Ele tem razão. Quando encontramos o café de coador, ele é tão maltratadinho, que dá até pena.
Quem aguenta ir a um lugar, pedir café de coador e vir aquela bebida que foi feita aos litros, guardada na garrafa térmica e ficou lá por horas esperando você chegar? Ou então, vem café com gosto de requentado, porque ficou no bule e, para cada cliente que pede, se dá uma esquentadinha para servir…
Com isso, o café espresso, que agora virou mais ainda moda por causa do Nespresso e sai individualmente da máquina, acabou caindo no gosto popular.
Mas eu entendo meu amigo e também gosto de um café de coador bem feito. Especialmente se preparado na hora e para mim. Por isso, tenho apreciado muito um equipamento que já encontrei em algumas cafeterias aqui de Brasília.

Apetrecho para preparar café de coador individualmente

Com esse aparelho, o café é feito na sua frente, na medida da sua xícara. Você sente o aroma do café feito na hora e aprecia a xícara sendo preenchida de café fresquinho para você. Na Florença Cafeteria, você ainda pode escolher se quer o café mais forte ou mais fraco e o pó vem na medida para o seu gosto.

E para quem é de espresso, claro que também servem lá. Normal, curto, longo, com chantilly… Aí eu aguento!

Serviço:
O quê? Florença Cafeteria
Onde? CLN 114, bloco A, loja 10
Contato: 61-3034-5057
Quando? 2a a sábado das 7h30 às 20h30
Abrem em horários especiais para eventos, como aniversários, confraternizações e comemorações, se agendado com antecedência.
Quanto? Espresso: R$ 3,00; Espresso com chantilly: R$ 3,80; Café de coador: R$ 4,00; Capuccino Italiano: R$ 5,00

Anúncios

2 Responses to “A ditadura do espresso e o café de coador”


  1. 1 Airton 23 de maio de 2014 às 11:13

    A maioria das pessoas adoram um cafezinho passado na hora com aroma e sabor característicos do cafe de coador.
    Visando a atender este público mais exigente, criou-se um novo conceito de infusão e extração da bebida café.
    Esse método desenvolvido e patenteado por “ASantinoni maq.p/ cafe em pó” vem resgatar o prazer de apreciar um cafezinho de coador feito na hora.
    Mais informações:WWW.asantinoni.com.br

  2. 2 Lucia Agapito 2 de janeiro de 2013 às 17:00

    Ah os “Comes e Bebes voltaram”! AdorooO esses post em razão da leveza com que você informa os serviços… Se “em África” foram úteis pra tanta gente, aqui também serão, com certeza. Ainda não experimentei o café do citado instrumento, como você se referiu (tenho que fazê-lo durante o dia sob pena de virar a noite a contragosto). Mas o danadinho é muito lindo! Mas o capuccino italiano está em 1º lugar na fila rsrs.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




placa Cabo da Boa Esperança

Digite seu endereço de e-mail para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

Junte-se a 174 outros seguidores

dezembro 2012
S T Q Q S S D
    jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Tudo que já aguentamos por aqui

Sobre o que aguentamos

Os que mais aguentamos

Anúncios