Archive for the 'Nota de falecimento' Category

Um ano

foto 8

Foi muito rápido. Um dia nos falamos por telefone, como sempre, e alguns dias depois, fui encontrá-lo no hospital, já sem fazer nenhum sentido. Não houve definhamento, não houve involução. Acabou. Egoísmo meu querer que houvesse. Mas ser pega de surpresa, de uma semana para outra não ter mais meu conselheiro, orientador e confessor, meu pai amigo, exemplo e protetor, foi muito forte.

Na verdade, eu sei que havia 40 anos que eu deveria estar me preparando para o dia. Afinal, desde que nasci ele já percorria seu caminho rumo ao fim, como todos fazemos a cada dia que passa. Ele, naquela altura, já estava há 32 anos na jornada. Mas eu não me preparei, não soube como seria dura e profunda a dor que agora carrego.

Hoje ainda não posso acreditar que essa dor vá passar um dia. Talvez passe, mas hoje não passou e não tenho esperanças. É uma dor física e sentimental, que me acompanha todos os dias, há 365 dias. Acho que com o tempo, o que a gente faz é parar de aborrecer os amigos com as dores da existência e de seu fim e aí fica a impressão de que passou. Mas não passa.

Que o dia de hoje seja curto. Só isso.

O Flosi se foi

Todo poder aos estudantesFaleceu na cidade de São Paulo, onde nasceu e viveu por 73 anos, Dr. Flosi, como ele gostava de ser chamado, ou Professor Flosi, como ficou mais conhecido nas últimas décadas. Para mim, o Velhinho.

Não consigo escrever nada, mas sinto que nem preciso, diante de tanto que foi escrito nos últimos dois dias, desde que foi divulgada a notícia de seu falecimento.

Mais uma vez, fica provado que eu não sei mesmo lidar com esse negócio de morte. Meu cérebro está imprestável.

Está aí uma coisa que eu não aguento.


placa Cabo da Boa Esperança

Digite seu endereço de e-mail para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

Junte-se a 175 outros seguidores

setembro 2019
S T Q Q S S D
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Tudo que já aguentamos por aqui

Sobre o que aguentamos