Posts Tagged 'avaliação de hotel'

Consulte sempre um profissional

Há alguns anos, a Ordem dos Advogados do Brasil tinha uma campanha cujo slogan era “Consulte sempre um advogado”. Em tempos de redes sociais que permitem que todo mundo se sinta habilitado a palpitar sobre tudo, eu ampliaria a frase para “consulte sempre um profissional”. Qualquer profissional. Para tudo que precisar, sempre é melhor um profissional.

Recentemente tirei férias e para escolher o destino e hotel procurei referências na internet. Na minha ilusão, eu encontraria informações em sites que estariam substituindo os antigos guias de viagem em papel. Mas isso é praticamente impossível. Os poucos sites de viagem que existem apresentam textos claramente elaborados por assessorias de comunicação dos hotéis e não por jornalistas que foram aos locais e avaliaram os estabelecimentos com olhar técnico, observando os itens a partir de um check-list que garanta comparação justa entre os diversos estabelecimentos do mesmo tipo.

O que mais se tem utilizado, aparentemente, são os sites de agendamento de viagens, onde há descrição oferecida pelo hotel e avaliações de hóspedes. Mas, o problema da avaliação do hóspede é que ela não é técnica e mistura emoções pessoais. Dependendo do momento da sua vida, o mesmo lugar pode ser maravilhoso ou um desastre completo.

O hotel que acabamos escolhendo para passar nossa semana de férias recebeu notas mínimas e máximas de hóspedes que tinham ficado no mesmo período no estabelecimento. Isso tem a ver tanto com o momento individual de cada hóspede quanto com as expectativas e experiências anteriores de cada um. Quando não se tem um olhar técnico, a avaliação fica totalmente subjetiva. No mesmo período de hospedagem diferentes pessoas fizeram comentários indicando que o hotel era de péssimo a maravilhoso.

Sem contar o tanto de observações absolutamente vazias como “comida ok”, “café da manhã fraco”, “falta processo, falta método”, “os souplats são feios e de baixa qualidade”… Mas, gente! Como escolher um hotel com base nisso? Tem um comentário que mostra bem como tudo é questão de referência: “comida que eu mesma faço em casa”. No meu caso, qualquer porcaria seria melhor, eu não sei cozinhar… Ou seja, aquilo que antes era dado como opinião para os amigos na mesa do bar extrapolou para uma informação de massa.

Sou velha – já há quase uma década nos enta -, sou do tempo que ouvinte ouvia, senão seria chamado falante, e do tempo que se escolhia pra onde viajar com base em avaliação profissional e não na experiência dos outros. Outros que você nem conhece… não é a mesma coisa que um amigo indicar um lugar pra ir, porque é uma pessoa que você conhece, sabe os parâmetros de exigência e tal… é um ser aleatório, que pode ter inúmeras razões pessoais para detonar ou super avaliar bem um estabelecimento.

Mas, como isso não se encontra mais – pelo menos não com a facilidade de antes – deixo aqui a minha experiência pessoal: super recomendo o Confraria Colonial Hotel Boutique. Passamos uma semana maravilhosa lá, com um atendimento de primeira, diversão para os cachorros e paz absoluta. Pode ser influência do bom momento pessoal? Pode. De toda forma, vou ousar escrever um pouco sobre como foi nossa estadia no hotel, pra ajudar quem procura opinião a respeito… Vejam aqui.


placa Cabo da Boa Esperança

Digite seu endereço de e-mail para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

Junte-se a 720 outros seguidores

janeiro 2022
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Tudo que já aguentamos por aqui

Sobre o que aguentamos

Os que mais aguentamos