Posts Tagged 'Lula'

Por que é preciso acabar com o PT?

manchadoEnquanto leio “Os excluídos da história – operários, mulheres, prisioneiros“, de Michelle Perrot, editora Paz e Terra, compreendo muito claramente a construção histórica que leva à necessidade atual de dizimar o Partido dos Trabalhadores no Brasil. Uma construção que inicia com os motins de mulheres durante a Revolução Industrial, como em 1788, em Barneville, na França. Se dá também em Vienne, na França de 1819. No mesmo ano, segue em Limoux e em Carcassonne… A união daquelas mulheres fez com que elas percebessem que unidas podiam mais.

O PT é hoje um dos maiores partidos identitários da Classe Trabalhadora no mundo. Representa essa união que dá força para as conquistas. A existência de um partido como o PT eleva a autoestima do trabalhador e o estimula a exigir mais direitos. Ele está oprimido, na fábrica, no escritório, no banco, mas ele sabe que existe uma instituição que trabalha por ele, que tem em sua carta de formação, em seu estatuto, em seus objetivos, defender os direitos daquele trabalhador explorado no chamado chão de fábrica.

A empregada doméstica estava sendo escravizada na casa da patroa, mas ouvia no seu radinho de pilha notícias da Benedita da Silva, que também tinha sido empregada doméstica, e agora era política pelo PT e estava lutando por direitos para as empregadas domésticas. E lutou incansavelmente, até a aprovação da PEC das Domésticas, Proposta de Emenda Constitucional que garantiu aos empregados domésticos direitos trabalhistas que antes ficavam a critério dos patrões, como jornada de trabalho, férias, pagamento de 13o salário, folga semanal.

ranking políticos cassadosPor um motivo como este ninguém lembra do PT, não é mesmo? Mas lembram para falar da corrupção, de como o partido destruiu ao Brasil… O que me causa estranheza é que o foco seja o PT mesmo quando ele esteja em 9o lugar no ranking dos políticos cassados de 2000 a 2015, de acordo com dados do TSE. O DEM é o campeão, com 69 políticos cassados, seguido pelo PMDB (agora MDB), com 66, e pelo PSDB, com 58. Do PT, foram 10. Mas ninguém fala que é preciso acabar com o PSDB ou com qualquer outro.

O PT acabou com a Petrobras, diz o senso comum. Então, veja o gráfico abaixo, sobre os políticos que responderam a inquéritos por suspeita de corrupção na Petrobrás:

investigados em esquemas de propina

No primeiro ano do governo Lula, 2003, a Polícia Federal realizou 16 operações de combate à corrupção, já no ano seguinte, foram 42 operações. Em 2008, 273 operações para combater a corrupção, em todos os níveis de governo. Em 2010, foram 272 ações. No acumulado do governo do presidente Lula, a Polícia Federal realizou 1.060 operações de combate à corrupção. Em todos os oitos anos de governo Fernando Henrique Cardoso foram registradas 48 operações contra a corrupção pela Polícia Federal. Em discurso no Senado, a senadora Ângela Portela (PT-RR) observou que isso foi possível graças à decisão do presidente Lula de fortalecer a Polícia Federal: durante os mandatos de Lula foram contratados mais servidores para a Polícia Federal por meio de concurso público, além de o orçamento da instituição ter sido ampliado e terem sido adquiridos equipamentos de inteligência. “Também durante o governo Lula, a Justiça Federal passou de 100 varas no país para 513”, informou a senadora.

Mas a questão é que ter um partido como o PT, estimula o trabalhador no seu dia-a-dia a buscar mais direitos, faz com que ele se sinta representado, faz o jovem da periferia andar de cabeça erguida, encoraja o homem do campo a não aceitar um prato de comida em troca de trabalho suado de sol a sol. Por isso, era preciso acabar com o PT. Então, foi criada uma cortina de fumaça e apresentado um cenário absolutamente descolado da realidade dos fatos para as pessoas acreditarem que o PT era o grande mal do Brasil. Colaram a etiqueta da corrupção no partido que fortaleceu o combate à corrupção e que, numericamente, não tinha o maior número de corruptos nos esquemas existentes.

Não estou dizendo aqui que devemos passar a mão na cabeça das pessoas do PT que sucumbiram à corrupção. Ao contrário, devem ser exemplarmente punidas, por tudo que o PT representa, inclusive. Mas as instituições devem ser maiores que as pessoas. O dia que descobrirmos um homem que pratique desvios no Corpo de Bombeiros, não vamos fechar a instituição de maior confiabilidade da população, vamos punir este homem. O dia que houver um diretor que cometa irregularidades na Fiocruz, não vamos acabar com aquela que é uma instituição que há mais de um século promove saúde e desenvolvimento social. Da mesma forma, não podemos acabar com a instituição que garante a autoestima, a força para lutar e acreditar nos seus direitos e a certeza de representatividade da camada mais expressiva da população, que é o Partido dos Trabalhadores, por causa de alguns homens que não honraram tal instituição.

É justamente porque o PT dá voz e vez a quem nunca teve, porque o PT abriu a porta da senzala e permitiu que quem dela saísse sentasse na sala de estar da Casa Grande, que criaram a ideia de que é preciso acabar com o PT. Eles sabem que se não conseguirem – e não conseguirão! – a Senzala nunca mais vai voltar para “o seu lugar”.

Por tudo isso, eu não aguento ver gente com capacidade cognitiva preservada, caindo nessa conversa de que é preciso acabar com o PT. Quem diz isso, ou é muito ingênuo, ou faz parte da Casa Grande e está muito incomodado com os avanços sociais que os anos de governo PT nos garantiram.

Quem está de luto sou eu

Há algumas horas eu fiz um post no Facebook divulgando a matéria do DCM, cujo link está no fim deste texto. Mas acordei com a sensação de que o acontecimento vale mais que um post no Facebook, onde tudo é passageiro, até as ditas amizades. Resolvi fazer um texto para o blog, que ainda é mais perene.

Depois dessa publicação vou fechar meu Facebook pelo menos por hoje. Estou de luto. Estou de luto por vocês que foram para a Paulista ontem depois do anúncio de Lula como ministro, por cada um de vocês que tem participado dessas manifestações. Todos, sem exceção: os mal intencionados e os ingênuos, os que foram de graça e os que levaram vantagens para ir, cada um que engrossou a massa dessas manifestações contra o governo será responsável por cada agressão e cada morte que vier a ocorrer. Porque elas já estão ocorrendo e vão ocorrer cada vez mais.

Por Bundesarchiv, Bild 102-09844 / CC-BY-SA 3.0

Benito Mussolini, ditador que fundou o movimento fascista, em discurso em Milão em 1930. Fonte: Bundesarchiv, Bild 102-09844 / CC-BY-SA 3.0

Se alguém que me lê não entende direito o que é fascismo, por que essas manifestações contra o atual governo brasileiro têm sido chamadas de fascistas, esse episódio é a ilustração perfeita do fascismo: ocorreu uma manifestação que não havia sido previamente informada, não foi negociada com as autoridades no prazo exigido (no meu tempo de estudante na Paulista, isso resultava em cacetete nas costas), mas a manifestação foi devidamente escoltada pela polícia tucana. Então, um casal que passava por lá, porque era seu caminho e talvez nem soubessem da tal manifestação relâmpago, foi abordado por um manifestante que gritou “Fora Lula” no ouvido de um deles, que respondeu não concordar. Veja bem, ele não gritou “Fica Lula”, ele não ofendeu ninguém, ele apenas não concordou. Foi espancado. Agora você tem que sair às ruas e gritar o que estão gritando, para não apanhar? Mesmo que você não concorde, você tem que engrossar a massa com gritos de guerra que atacam aquilo no que você acredita. Isso é fascismo. Isso é opressão. Isso não é civilizado.

Nasci em meio a uma ditadura militar e, de criança, meu pai me ensinou a ter medo da polícia. Era fácil identificar, usavam fardas. Agora tenho medo de todo mundo. Acordei com medo, porque a última coisa que vi antes de dormir foi essa história e não foi fácil dormir depois disso. Mesmo com a certeza de estar defendendo uma sociedade mais justa, durmo com medo do meu vizinho, de andar na rua, de dizer o que penso, de usar uma roupa com a cor que eu gosto. Tenho tido medo de viver, de ser eu mesma, de me expressar, apenas porque não acho certo a empregada doméstica ter menos direitos que o executivo, apenas porque fico feliz em ver que 36 milhões de pessoas não passam mais fome nesse país, apenas porque acho que o fazendeiro que explora seus peões como escravos está errado, apenas porque acredito que todos os trâmites legais, conquistados a duras penas, devem ser considerados antes da condenação e detenção de alguém.

Tenho medo do ódio que vive no coração dessas pessoas. Não sei como esses manifestantes têm conseguido dormir com ele, mas enxergar eu tenho certeza que não conseguem mais.

Aqui a matéria do Kiko Nogueira, que no título pergunta: MORO, UM CASAL FOI ESPANCADO NA PAULISTA POR NÃO GRITAR “FORA LULA”. ERA ESSA A IDEIA?

Atualização 17 mar 2016, às 17h40: na tarde do dia seguinte ao ocorrido, uma das vítimas, Isadora, relatou passo a passo o que aconteceu. Se você tiver estômago forte, leia aqui. O meu revirou várias vezes durante a leitura…


placa Cabo da Boa Esperança

Digite seu endereço de e-mail para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

Junte-se a 175 outros seguidores

dezembro 2018
S T Q Q S S D
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Tudo que já aguentamos por aqui

Sobre o que aguentamos